Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Titi já volta

A Titi já volta

O que visitar na ilha St. Thomas

1 dia na ilha virgem St. Thomas

InShot_20231219_143723125.jpg

 

As ilhas virgens americanas são compostas pelas ilhas St. Thomas, St. John e St. Croix.  São um pequeno paraíso que podemos encontrar no mar do Caribe, juntamente com as ilhas virgens britânicas. Abençoadas com praias paradisíacas e um clima tropical, com temperaturas quentes durante todo o ano, são uma atração para muitos turistas que viajam de cruzeiro.

St Thomas é a segunda maior ilha das ilhas virgens e a mais populosa. Localiza-se no mar do Caribe, a leste de Porto Rico.

Cristóvão Colombo descobriu a ilha em 1493. Nos séculos seguintes por ali passaram os ingleses, franceses, holandeses, espanhóis, malteses e dinamarqueses. Durante a primeira guerra mundial os EUA compraram a ilha aos dinamarqueses. Atualmente, é um dos portos mais visitados no Caribe.

Nesta ilha as línguas predominantes são o francês, inglês e crioulo. A moeda é o dólar.

A ilha de St. Thomas alia a história e natureza a praias paradisíacas. Em apenas um dia é possível sentir um pouco de todas estas vertentes.

Vai visitar St. Thomas numa viagem de cruzeiro? Tem apenas algumas horas e quer aproveitar da melhor forma o seu tempo disponível? Neste post resumo algumas das atrações mais populares e descrevo a minha experiência nesta ilha. Existem vários locais que pode visitar de forma a desfrutar do melhor de St. Thomas.

 

Portos de desembarque e transportes

InShot_20231218_142350840.jpg

A ilha tem dois portos onde é possível desembarcar.

Havensight é o porto mais central que fica numa zona mais movimentada e com comércio local, bares e restaurantes. Desde Havensight é possível caminhar até Downtown Charlotte Amalie seguindo o passeio junto ao mar.

Crown Bay é um porto mais afastado, numa zona mais industrial, e que normalmente recebe os navios de maiores dimensões. Por viajar no segundo maior navio de cruzeiros do mundo, foi neste porto que desembarquei.

Ambos os portos têm centros comerciais e acesso a táxis. Para cada porto os preços dos trajetos de táxi estão regulados.

InShot_20231218_141418186.jpg

 

O que ver e fazer em St. Thomas

Charlotte Amalie

A principal cidade e capital de St. Thomas chama-se Charlotte Amalie.

Percorrer as suas ruas e admirar a arquitetura colonial é a melhor forma de explorar o centro da cidade. Existe uma mistura de casas históricas (como o US Post Office) com lojas. O comércio tem o principal foco em joias, perfumarias, licores, roupas, arte local e souvenirs. A isenção de impostos é o que mais atrai os turistas a estes estabelecimentos.

InShot_20231219_212043988.jpg

O Craft Market é um mercado de rua que ocupa uma praça com venda de roupa e souvenirs.

As principais ruas do centro são Veterans Dr, Main St, Tolbod Gade e Raadefs Gade.

A capital também tem atrações históricas.

  • Fort Christian: é uma fortaleza dinarmaquesa que foi um ponto de defesa. Atualmente, abriga o museu St. Thomas e é considerado um marco histórico nacional dos EUA.

InShot_20231219_144844172.jpg

  • The 99 steps: Os 99 degraus são uma escadaria do século XVIII próximo do Castelo de Blackbeard. Foram construídos pelos dinamarqueses com o objetivo de resolverem a questão de circulação numa cidade inclinada. São também considerados um marco histórico.

 

Mountain Top

Um dos locais mais visitados nesta ilha é o Mountain Top, que como o nome indica fica numa área montanhosa e oferece uma espetacular vista panorâmica das ilhas virgens americanas e das ilhas virgens britânicas. Foi classificada pela National Geographic como uma das dez melhores vistas no mundo.

É no caminho para este local que se constata que é uma ilha verde. Na subida a paisagem verde contrasta com as baías azuis ao fundo.

InShot_20231219_204905377.jpg

Para aceder ao miradouro é necessário entrar numa enorme loja de souvenirs que é também um bar e casa da famosa bebida banana daiquiri. Reza a história que foi em Cuba que a bebida daiquiri foi inventada. Contudo, a versão banana daiquiri foi criada nesta ilha por um capitão Inglês que pensou que rum e bananas faziam uma boa combinação.

InShot_20231219_142300324.jpg

Considero esta vista um local imperdível para apreciar a natureza e também aumentar a vontade de ir até uma das suas baías.

 

Praias

A ilha de St. Thomas tem dezenas de praias paradisíacas que permitem relaxar nas suas águas azuis. Destaco as mais preferidas pelos turistas.

  • Magens Bay Beach:  foi considerada pela National Geographic como uma das dez praias mais bonitas do mundo. Por essa razão é a praia mais famosa da ilha, muito popular e a entrada é paga. O mar é uma baía de águas calmas e ideal para a prática de snorkeling. A praia está rodeada de vegetação e no seu acesso tem um espaço verde com mesas. É servida por um restaurante/bar e uma loja.

InShot_20231219_144429246.jpg

  • Coki Beach: localizada em Coki Point junto ao parque Coral World. Com água cristalina, é uma excelente opção para a prática de snorkeling e mergulho.
  • Sapphire Beach: localizada no fim da costa este da ilha. O nome da praia refere-se ao seu mar de cor azul-safira. É também uma praia adequada à prática de snorkeling, windsurf e jet-ski.

 

Paradise Point

O skyride é um teleférico que se situa a 15 minutos a pé do porto Havensight e transporta até ao topo do Paradise Point. De lá é possível apreciar uma vista panorâmica sobre o centro histórico de Charlotte Amalie e o porto. Tem restaurantes, um bar e lojas de souvenirs.

 

Pirates Treasure Museum

Igualmente próximo do porto de Havensight localiza-se o Museu dos Piratas do Caribe. É um museu de naufrágios que exibe tesouros mundialmente famosos e descobertos em águas profundas. Mostra também artefactos das ilhas virgens e do mundo dos piratas.

 

Tour à lha St. John

A ida e volta de ferry até à vizinha ilha St. John é também uma alternativa para ocupar o dia, principalmente para quem já conhece a ilha St. Thomas de outras viagens de cruzeiro. Existem tours que garantem o regresso de acordo com o horário de bordo.

 

 

A minha experiência em St. Thomas

Depois de pesquisar sobre esta ilha e ler alguns relatos de outros viajantes, rapidamente concluí que gostava de conhecer o centro da capital, visitar o Mountain Top e aproveitar um pouco de praia se o dia permitisse.

Depois de analisar os custos de táxi para me deslocar a cada um desses locais, optei por realizar um tour que incluía duas horas em downtown, duas horas de passeio pela zona montanhosa da ilha com paragem em Mountain Top e mais duas horas na praia Magens Bay. Encontrei esta opção que ia de encontro ao que eu procurava na empresa Godfrey tours.

Apesar de preferir sempre organizar as saídas de forma independente, esta tour deve ser encarada como um meio de transporte com algumas explicações sobre os locais por onde vamos passando. Nas várias paragens estamos por nossa conta e é necessário regressar ao ponto de encontro no horário marcado. Passado o horário, não esperam por quem não cumpriu e é desta forma que garantem o regresso ao navio de acordo com o horário de todos a bordo. Revelou-se uma excelente opção por ter explorado a cidade à minha vontade, visitado um dos principais pontos panorâmicos onde o contraste do verde e azul é incrível, e ainda aproveitado para relaxar numa praia espetacular.

Pode parecer um pouco corrido, mas foi a opção ideal para conseguir desfrutar ao máximo das várias vertentes da ilha. 

As ilhas virgens americanas são o único local nos EUA onde a condução é pelo lado esquerdo da estrada. Principalmente na zona montanhosa, as estradas são íngremes, estreitas e cénicas com vistas magníficas sobre a zona litoral da ilha. Nos dias em que vários navios visitam a ilha o trânsito torna-se um pouco mais caótico e principalmente ruidoso.

Na escolha de o que fazer na ilha é importante escolher um programa que se adeque ao horário da escala. Existem outras opções tours mais históricas ou só de praia. Na reserva é também necessário ter atenção à diferença horária na ilha que no meu caso tinha uma hora de diferença do nosso horário a bordo.

De St. Thomas guardo a minha experiência de praia, montanha e monumentos coloniais, sempre com a boa disposição característica de quem viaja em cruzeiro.

 

Até à próxima St. Thomas!

Titi