Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Titi já volta

A Titi já volta

A medieval Mdina, a história de Rabat e a melhor praia de Malta

Dia 6: Mdina, Rabat, Golden Bay e St Julians

O sol marcou presença neste dia e passear com sol torna qualquer viagem mais agradável.

Neste dia fui visitar Mdina e Rabat durante a manhã e depois passei a tarde numa praia.

 

InShot_20211203_212003238.jpg

 

Em Sliema apanhei o autocarro nº 202 em direção a Mdina. A viagem teve a duração de aproximadamente uma hora e uns quilómetros antes de chegar já era possível observar um enclave fortificado no topo da colina.

 

20211015_105001.jpg

 

Mdina foi a capital de Malta antes da chegada dos cavaleiros. Quando Malta foi entregue aos cavaleiros, estes acharam a cidade distante da costa e instalaram-se em Vittoriosa. Desta forma, Mdina perdeu a influência política, mas manteve o núcleo religioso da ilha.

Atualmente, vivem cerca de 300 pessoas nesta cidade que também é conhecida por cidade silenciosa.

A principal porta de entrada na cidade fortificada é grandiosa. Esta porta de acesso ficou ainda mais famosa com a série guerra dos tronos.

 

20211015_105036.jpg

 

Assim que entramos, do lado direito fica o Palácio Vilhena. Era um antigo hospital que agora acolhe o Museu de História Natural de Malta.

 

20211015_104848.jpg

 

Percorri a Rua Villegaignon até à Catedral de São Paulo. A catedral fica na praça principal, no local onde o governador romano Públio terá conhecido São Paulo após o seu naufrágio em Malta. São Paulo foi acolhido em Mdina e acabou por se tornar padroeiro de Malta. Desta forma, esta catedral católica romana é dedicada ao Apóstolo São Paulo.

  

20211015_094201.jpg

 

20211015_104344.jpg

 

20211015_094522.jpg

 

Mais à frente visitei a Igreja da Anunciação, também conhecida por igreja das Carmelitas. É uma igreja católica romana e a entrada é gratuita.

  

20211015_102422.jpg

 

20211015_102548.jpg

 

E logo a seguir está o Palácio Falson. É um dos edifícios mais antigos de Mdina, também conhecido por casa normanda.

  20211015_102344.jpg

 

De seguida fui apreciar a vista das muralhas. É na parte mais alta das muralhas que é possível obter a melhor vista sobre a ilha.

  

20211015_094758.jpg

 

Percorrer as ruas medievais de Mdina tem encanto ao observar uma arquitetura característica. E para quem viu a série guerra dos tronos facilmente reconhece alguns cenários que aqui foram filmados.

 

20211015_101356.jpg

 

20211015_100648.jpg

 

20211015_095224.jpg

 

A porta azul é um dos locais mais fotografados.

  20211015_095537 (2).jpg

 

Não me cansei de percorrer as várias ruas estreitas porque todas são diferentes e encantadoras. Em algumas num profundo silêncio, pois são várias as placas espalhadas pelas paredes a pedir silêncio numa forma de respeito pelos moradores.

O meu principal conselho ao visitar Mdina é percorrer as vielas estreitas e medievais e apreciar os vários edifícios arquitetónicos. A maioria dos palácios e museus são visitáveis e cobram a entrada. Nas principais ruas existem as tradicionais lojas de recordações.

 

20211015_100551 (2).jpg

 

De seguida, fui visitar Rabat que é facilmente acessível a pé desde Mdina. Mais um local para apreciar as bonitas varandas maltesas e perder-se nas ruas.

 

20211015_110347.jpg

 

Rabat foi a localização de Melita, a capital romana. Esconde alguns tesouros antigos desde a era romana e do início do Cristianismo. É um local famoso por ser o lugar onde o apóstolo Paulo se refugiou depois do navio afundar-se.

 Um dos locais mais emblemáticos é a Igreja de São Paulo. Esta igreja foi construída no século XVI sobre a gruta onde São Paulo se refugiou durante 3 meses.

  

20211015_111239.jpg

 

20211015_111458.jpg

 

Fui visitar as Catacumbas de São Paulo. O bilhete de entrada tem o custo de 6€.

As catacumbas são complexos funerários subterrâneos que foram usadas pelas primeiras comunidades cristãs. São a prova mais antiga da cristandade organizada na ilha. O complexo tem uma dimensão considerável.

 

20211015_113304.jpg

 

20211015_113825.jpg

 

Depois de uma manhã a visitar locais históricos, decidi aproveitar o sol e ir até uma praia. Mais uma vez, de forma a tornar o percurso mais rápido, fui de bolt até Golden Bay.

Em Golden Bay fica uma praia que é considerada uma das mais belas praias de Malta. Encontra-se resguardada por falésias escarpadas e é bastante popular.

 

20211015_145042.jpg

 20211015_144507.jpg

 

No final da tarde, no regresso até Sliema apanhei o autocarro nº 44. No entanto, decidi sair em St. Julian's. 

St. Julian's tem uma bonita marina e marginal. É aqui que se encontram algumas cadeias de hotéis de 5 estrelas.

 

20211015_153300.jpg

 

Existem jardins, piscinas e vários locais de entrada para banhos de mar.

 

20211015_153746.jpg

 20211015_154412.jpg

 

Desde St. Julian's fiz o resto do percurso a pé até Sliema.

 

20211015_155612.jpg

 

Nesta noite regressei a Valletta para diferenciar o ambiente diurno do noturno na capital. E a diferença é abismal.

 

20211015_190834.jpg

 

À noite as principais ruas estão muito tranquilas e a maioria das lojas fechadas. Existem alguns restaurantes e bares que dão alguma animação à cidade.

 

20211015_191225.jpg

 

Após alguma indecisão sobre onde jantar, optei pelo restaurante Margo's. As pizzas napolitanas são uma delícia.

Mais umas voltinhas nas ruas da capital e depois regressei a Sliema.

 

Leia também:

          Dia 1 - O início da viagem a Malta

          Dia 2 - O paraíso da Lagoa Azul

          Dia 3 -  A encantadora Ilha de Gozo

          Dia 4 - Sentir a alma da capital Valletta e das Três Cidades

          Dia 5 - A vila dos barcos com olhos e a mais bonita gruta de Malta

          Dia 7 - A fascinante Vila do Popeye e as praias do norte da ilha de Malta

 

Subscreva o blog e acompanhe os diários desta viagem!

Titi