Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Titi já volta

A Titi já volta

Férias em grande na pequena ilha dourada

Viagem à ilha do Porto Santo

InShot_20220201_141749781.jpg

Uma praia maravilhosa e paisagens únicas foi o que encontrei no Porto Santo em 2021. Percebi a razão de tantas pessoas escolherem repetidamente este destino para as suas férias e regressei em 2023.

 

Localização:   

A ilha do Porto Santo situa-se a 75 Km da ilha da Madeira e tem 11.4 Km de comprimento e 6 Km de largura.

 

Clima:

Porto Santo tem um clima ameno, não tendo consideráveis oscilações de temperatura. Nos meses de verão a temperatura da água do mar atinge os 25ºC.

As águas cristalinas do mar com temperatura convidativa e um azul turquesa fez com que merecesse o título de melhor praia de dunas no concurso 7 maravilhas – praias de Portugal.

Os habitantes locais referem que é no final de agosto e setembro que o tempo costuma estar menos nublado e a água do mar mais quente. Acabei por confirmar esta teoria depois de ter visitado a ilha em junho e agosto. 

InShot_20220201_221001613.jpg

É habitual a presença de nuvens durante o período da manhã, mas que em nada interferem com a temperatura e a ida à praia.

 

História:

A origem do nome da ilha está relacionada com o facto de ter sido um porto de abrigo para os navegadores que aqui chegaram durante uma tempestade. Foi um verdadeiro porto santo.

A ilha do Porto Santo foi descoberta em 1418 por João Gonçalves Zarco, Tristão Vaz Teixeira e Bartolomeu Perestrelo. Em 1466 D. Henrique doou a ilha a Bartolomeu Perestrelo.

Entre 1479 e 1481 viveu nesta ilha Cristóvão Colombo que casou com D. Filipa Moniz, filha de Bartolomeu Perestrelo. Foi nesta ilha que Cristóvão Colombo desenvolveu os seus conhecimentos de navegação e planeou a viagem à América.

A casa onde viveu situa-se no centro de Vila Baleira, sendo atualmente a Casa Museu Cristóvão Colombo.

InShot_20220201_140540186.jpg

 

Praia:

Uma das imagens de marca da ilha é a extensa praia de 9 Km com areia fina e dourada. É por isso conhecida como a ilha dourada.

A areia da praia é composta de microfósseis e fragmentos de algas calcárias que juntamente com as propriedades químicas, físicas e térmicas atribuem propriedades terapêuticas e medicinais no tratamento de doenças ortopédicas e reumáticas. É por esta razão que é perfeitamente normal ver pessoas completamente enterradas até ao pescoço na areia.

InShot_20220201_211940143.jpg

A praia do Porto Santo é sem dúvida uma das melhores praias de Portugal. Os 9 Km de extensão permitem o distanciamento físico como nunca vi em outra praia. Basta andar um pouco a partir dos vários acessos e é possível ter a sensação que a praia é só nossa.

 

O que ver e fazer:

Apesar de pequena a ilha tem muito para explorar.  Uma semana de férias neste destino não se resume a ficar estendido na praia de areia dourada.

É possível ocupar os dias com museus, miradouros, passeios em contacto com a natureza e outras experiências.

InShot_20220201_211152782.jpg

Alugar um carro é a melhor forma de explorar recantos magníficos. Apesar de adorar ir à praia, fiquei completamente surpreendida com o que descobri.

O passeio de barco, a vereda e o passeio a cavalo tornaram estas férias ainda mais inesquecíveis.

E para reunir todas as experiências criei um guia sobre o que pode ver e fazer numa viagem pela ilha dourada.

 

Gastronomia:

Na primeira vez que visitei a ilha viajei em regime de tudo-incluído e o hotel tinha noites temáticas associadas a experiências gastronómicas.

InShot_20220131_141833042.jpg

Foi na noite madeirense que apreciei as típicas lapas. O bolo do caco com manteiga de alho é sempre a minha maior tentação gastronómica na ilha.

InShot_20220131_140926707.jpg

 

 

Alojamento:

 Em 2021 fiquei alojada no Hotel Vila Baleira Resort & Thalasso Spa.

Tem acesso direto à praia e encontra-se a 4 Km de Vila Baleira, estando localizado numa das melhores zonas da extensa praia do Porto Santo.

InShot_20220131_202221511.jpg

Existem dois edifícios. O principal com quartos de hotel e um outro com apartamentos. 

As noites temáticas estão divididas entre o restaurante buffet Atlântico e o restaurante Dunas. A comida era saborosa e variada. Apreciei toda a variedade de serviços no interior do resort, mas foi no acesso às refeições que experienciei os momentos menos calmos nesta ilha. Constatei que o espaço da restauração não tem capacidade para a lotação máxima do hotel e apartamentos e durante a época alta obrigam ao serviço de tudo incluído. Mesmo existindo a divisão dos hóspedes por turnos nas refeições, a maioria não cumpre e contribuem para a desorganização.

A infra-estrutura torna este hotel muito indicado para famílias. As crianças estão sempre entretidas entre o parque infantil, miniclube, piscina exterior de água do mar, piscina interior aquecida de água do mar e sala de jogos.

InShot_20220131_201335646.jpg

A equipa de animação estava sempre sorridente.

Durante a semana tive acesso a um circuito thalasso & spa de banhos com água do mar a 37º. Faz parte de tratamentos antisstress, prevenção e alívio de problemas ósseos e musculares.

InShot_20220131_142410035.jpg

O circuito tem início num corredor de marcha, depois passamos para a piscina animada e terminamos na piscina de relaxamento.

 

As minhas conclusões sobre a ilha do Porto Santo:

Porto Santo tem sem dúvida uma das melhores praias de Portugal. A areia dourada e a água transparente e quente fizeram-me questionar se não estava nas Caraíbas.

Nesta ilha de histórias e tradições, a sua beleza natural e a gastronomia também me conquistaram.

As várias atividades em terra (passeios a pé, a cavalo, volta à ilha), no mar (passeios de barco, mergulho), e na natureza (fauna, flora e locais de relevância geológica) tornam esta ilha muito especial.

A ilha é organizada, limpa e com os serviços necessários à população. É também muito tranquila e por isso é o local ideal para descansar o corpo e a mente.

Não houve nada de que não gostasse ou sentisse falta durante uma semana de férias, mas este não é um destino para quem procura movimento e agitação.

A parte que menos me agradou foi o preço da viagem.  A apenas 1h20 de Lisboa e sendo uma ilha portuguesa, continua a ser mais barato viajar, por exemplo, para as ilhas espanholas.

 

Ler também: 

Guia sobre o que ver e fazer no Porto Santo

Vereda do Pico Branco e Terra Chã

 

Será sempre um destino para regressar. 

 

InShot_20220201_142034135.jpg

 

Uma ilha pequena para umas férias em grande!

 

Titi